Inibição miofascial: entenda o que é e como ela pode melhorar o treino

A inibição miofascial é uma terapia que tem como objetivo inibir os prejuízos funcionais de espasmos musculares a fim de tirar a dor que afeta músculos esqueléticos, suas fáscias associadas, tendões e ligamentos. A inibição miofascial também é conhecida como desativação dos pontos-gatilhos e pode ser associada a um músculo ou um grupo de músculos.

O ponto-gatilho miofascial é um foco de dor em um tecido que quando apalpado apresenta hipersensibilidade local. Além da dor no ponto-gatilho, pode acontecer também a dor referida, quando se espalha atingindo as regiões próximas ao ponto-gatilho.

Alguns fatores podem produzir esses pontos-gatilhos, como: posturas inadequadas, traumas musculares, alongamento excessivo, movimentos repetitivos, bruscos e excessivamente rápidos, excesso de peso, quedas, sobrecarga funcional, estresse emocional e físico, deficiências nutricionais, entre outros.  

O que é inibição miofascial

A inibição miofascial ou do ponto-gatilho é a primeira fase do tratamento da síndrome miofascial, conforme apontam estudos.  Ela tem como objetivo a eliminação do ponto-gatilho, a fim de se obter a novamente a amplitude de movimento e força muscular normais e sem dor, restabelecendo o comprimento normal do músculo e analgesia.

A inibição miofascial é a mais usada entre os tratamentos existentes, sendo que a forma mais conhecida é a manual. Conforme aponta um estudo sobre o Efeito da inibição muscular na funcionalidade do trapézio fibras superiores , ela tem por finalidade o alívio da dor por meio da diminuição da tensão muscular. O tratamento envolve o reestabelecimento do tônus muscular e por conta de seu fácil manuseio é uma das técnicas mais praticadas em clínicas de fisioterapia.

A dor que é gerada nessa síndrome é potencializada com a atividade física ou esforço, por isso ela deve ser tratada para que não prejudique a rotina de treinos. Os pontos-gatilhos são bastante comuns entre as pessoas, quase todos os indivíduos apresentam ou já apresentaram devido ao estresse ou tensões musculares gerados pelas atividades do dia a dia.

Como a técnica de inibição miofascial ajuda nos treinos

Atletas e pessoas que treinam com muita intensidade apresentam esses nódulos com grande frequência. Por isso, utilizam as técnicas manuais para liberá-los e prevenir contra lesões musculares e para alívio das dores.

Os pontos-gatilho prejudicam o bom funcionamento do sistema musculoesquelético, e prejudicam a flexibilidade, força muscular e alteram a coordenação. Portanto, as técnicas de inibição miofascial são suas grandes aliadas no dia a dia dos treinos.

Alguns fisioterapeutas indicam que o próprio atleta ou esportista execute em si mesmo, no pré-treino, para aumentar a mobilidade e favorecer uma melhor execução dos movimentos e diminuição da sobrecarga e tensão músculo-articular.

Essa técnica pode ser feita pela própria pessoa com a mão ou com rolos específicos. No entanto, é necessário antes saber como fazer e contar com a ajuda de um profissional de fisioterapia é indispensável. A academia Dynamo conta com fisioterapeutas especializados em técnicas manuais e equipamentos de ponta, venha conhecer a sua melhor academia em Juiz de Fora!