Entenda a importância da respiração na corrida e melhore seu desempenho

A respiração na corrida é um assunto delicado e importante. Respirar é uma atividade essencial e natural do nosso corpo. Em nosso dia a dia, respiramos normalmente de forma automática. No entanto, quando praticamos alguma atividade física nossa frequência cardíaca aumenta e com isso nossa forma de respiração se altera. Entender a importância da inspiração e expiração corretas durante a corrida pode ajudar a melhorar o desempenho nos treinos, fazendo com que se atinja distâncias maiores e melhore a velocidade, conforme cada objetivo.

De acordo com o Guia Runner’s Word de Corrida de Rua, a maioria dos corredores respira em um ritmo que coincide com as passadas. Existem padrões de respiração que podem ser treinados e, então, passam a acontecer de forma automática durante os treinos. O padrão de respiração três em três: três passadas quando inspira e três passadas quando expira; e dois em dois (duas passadas quando inspira e duas passadas quando expira) que serve para uma corrida mais fácil e confortável.

Importância da respiração na corrida para iniciantes

Para quem está começando a correr, intercalar corrida e caminhada pode ajudar a perceber o esforço, a respiração e melhorar o condicionamento. O ideal é que o tempo de caminhada seja mais curto para a recuperação do fôlego e aos poucos ir diminuindo esse tempo, até que o período da corrida seja maior e você esteja correndo de maneira contínua sem ficar tão ofegante.

Quanto mais ofegante, mais a respiração deixa de ser automática. É importante controlar os movimentos de entrada e saída de ar dos pulmões para que não fique acelerado demais durante a corrida causando um desconforto que impeça de ir mais longe.  

A respiração correta durante a corrida é extremamente importante para uma boa corrida. Cada pessoa possui uma capacidade respiratória diferente e, por isso, nos treinos é possível ir se conhecendo cada vez mais. Uma dica é sempre iniciar as corridas em uma velocidade mais lenta do que o objetivo final. Nos primeiros quilômetros a frequência aumenta e a respiração vai se ajustando aos poucos.

É normal ficar ofegante em treinos que exigem mais da resistência. Até determinada intensidade, conseguimos fazer o ajuste da respiração. Quando aumentamos muito nossa frequência é normal que comecemos a respirar pela boca, de acordo com especialistas. Tentar evitar esse processo natural do corpo pode gerar uma fadiga precoce. A dica é se adaptar ao que o corpo pede de forma equilibrada: se sentir muito desconforto até para expirar pela boca, é preciso diminuir o ritmo para conseguir chegar ao fim com facilidade.

Evite o desconforto da respiração na corrida

Durante muitos treinos de corrida, surge uma dor ao lado do abdômen. Ainda que não se saiba a causa específica sobre ela, alguns especialistas relacionam essa dor com a perda de ritmo respiratório que gera sobrecarga do músculo diafragma. Quando ela surge, a dica é  diminuir o ritmo e fazer respiração profunda e controlada até que ela passe. A postura durante a corrida é outro fator que interfere nessa dor. Correr na postura correta também favorece a respiração e diminuição da dor.

Para começar a controlar a respiração na corrida é possível treinar em esteiras de academias, como a academia Dynamo em Juiz de Fora, próximo de profissionais capacitados que ajudem a medir a sua frequência cardíaca.