“Se um indivíduo tem 20 anos e está encurtado, é um velho. Porém, se tem 60 anos e tem flexibilidade e força é um jovem.” A frase dita por Joseph Pilates, idealizador desse método inicialmente chamado de Contrologia, pode ser considerada como o segredo da juventude. Mas afinal, para que serve o Pilates?

O principal objetivo dessa prática iniciada em 1923 é unir corpo, mente e espírito. O Pilates tem por resultado o controle consciente de todos os movimentos musculares do corpo, utilizando-se a concentração, o controle, a precisão, o centramento, a respiração e o movimento fluido. Essas práticas fundamentais do Pilates tiveram origem na yoga e na medicina tradicional chinesa.

Concentração – o objetivo desse princípio é a total concentração no movimento que está sendo realizado para garantir que este seja desenvolvido com a maior eficácia possível;

Controle – o controle do movimento busca um padrão suave e harmônico, visando à aprimorar a coordenação motora e evitando contrações musculares desnecessárias;

Precisão – ela é fundamental para a qualidade do movimento e realinhamento postural, controlando o equilíbrio dos diferentes músculos que estão sendo trabalhados no movimento;

Centro – mais conhecido como power house é o foco de todos os exercícios do método, pois o fortalecimento dessa musculatura proporciona a estabilização do tronco e um alinhamento com menor gasto energético aos movimentos;

Respiração – o método enfatiza a respiração e é o fator primordial no início do movimento. Ela tem sempre que estar sincronizada com a realização dos movimentos;

Fluidez – o objetivo desse princípio é dar leveza ao exercício, com movimentos controlados para que não haja impacto pesados no começo nem no final de nenhum exercício.

Treinamento personalizado no Pilates

Os exercícios praticados no Pilates não são padronizados. Eles são personalizados para a necessidade de cada aluno. Por isso, para obter resultados satisfatórios, o instrutor precisa analisar os sinais que o corpo do praticante está dando. A partir desses sinais é planejado um conjunto de exercícios que culminem na integração de corpo, mente e espírito. Sem essa integração, o indivíduo não é capaz de ter o controle completo do próprio corpo.

O Pilates tem inúmeros benefícios e pode ser praticado por qualquer pessoa, desde crianças a idosos, de sedentários a atletas de alto nível e, até mesmo, por gestantes. Inclusive o pilates está dentro do nosso programa Mamãe Dynamo. Além disso, o método também serve para liberar dopamina e serotonina, hormônios responsáveis pelo prazer e bem-estar, contribuindo para um melhor controle emocional de quem o pratica.

Para que serve o foco no Centro de Força do Pilates

Todos os exercícios do Pilates têm como foco o fortalecimento do “Power House” ou Centro de Força, que é formado pela musculatura do abdômen, lombar, glúteos e assoalho pélvico. Especialistas afirmam que o centro de força proporciona estabilização para que se possa produzir movimentos de forma ereta e alinhada, evitando compensações e contemplando a simetria. Com os músculos abdominais fortes e a postura correta, provavelmente não existiria dor lombar, segundo Joseph.

Pilates no combate às doenças

O Pilates tem sido muito utilizado na reabilitação das disfunções causadas por doenças como hérnias de disco, escolioses, dores na coluna vertebral, ombros, joelhos, tornozelos, pós cirúrgicos, artroses, doenças neurológicas, gestantes, idosos, ou seja, sempre que houver necessidade de reabilitar ou condicionar o corpo.

Espero que tenhamos conseguido esclarecer a vocês para que serve o Pilates. Se você tem dúvida sobre algum outro assunto relacionado à saúde e à atividades físicas, escreva aqui nos comentários ou nos mande pela nossa página no Facebook. Vamos te ajudar a ser uma pessoa mais saudável, bonita e feliz!