Exercícios físicos para idosos: cuidados e dicas para manter a saúde

Se não dá para controlar o tempo, podemos, ao menos, nos sentir dispostos, cheios de energia e juventude. E retardar o processo de envelhecimento não é tão difícil assim. Vou te dar a receita: coloque uma porção generosa de força de vontade, uma colher de ajuda profissional e uma dose de exercícios físicos para idosos.

A atividade física na terceira idade é um importante componente de um estilo de vida saudável. Entre os benefícios está a autonomia do idoso, o bem-estar físico e psicológico, a melhora das capacidades funcionais, o estímulo aos aspectos cognitivos (atenção, memória, percepção), a redução das doenças, o aumento de massa muscular e óssea, a redução adiposa, o estímulo ao metabolismo e o combate ao processo inflamatório.

Melhores exercícios físicos para idosos

Existem diversas modalidades que os idosos podem praticar, entre elas estão os alongamentos, as danças, os aeróbicos de baixo impacto como bike e esteira, a musculação especializada, a yoga, o pilates, a caminhada, entre outras atividades lúdicas e recreativas.

O mais importante é que a modalidade escolhida lhe dê prazer e satisfação, pois ela deverá ser incluída na sua rotina diária e praticada com regularidade. A quantidade ideal de atividade física para idosos é de no mínimo 150 minutos por semana. Normalmente, são realizadas atividades de 30 a 50 minutos, três a quatro vezes na semana. Mas esses exercícios podem ser diluídos em mais dias, conforme o seu limite e necessidade.

Ficou animado? Então, veja aqui dez exercícios físicos voltados para idosos. Há exercícios específicos até para quem tem hipertensão, diabetes, Alzheimer e outras doenças comuns do envelhecimento.

 

Cuidados que os idosos devem ter

Ao decidir praticar atividade física, a primeira coisa que você precisa fazer é consultar um médico. Ele que irá lhe dizer quais são as suas restrições e quais pontos você deve trabalhar com os exercícios.

Ao iniciar de fato a prática, é preciso obedecer um aumento de intensidade gradativa, respeitando seus limites. O ideal é começar levantando pesos abaixo do que você aguenta e, aos poucos, ir inserindo novos fatores de dificuldade. Também não é recomendada frequências muito elevadas de treinos. Idosos possuem mais dificuldade em sua recuperação pós-treino, portanto o intervalo irá variar de acordo com cada um, mas deverá ser maior do que um indivíduo mais jovem.

Mantenha-se hidratado durante qualquer atividade física – o idoso deve beber água antes, durante e depois da cada sessão de ginástica.

Também é preciso seguir as regras de segurança de cada modalidade. Por exemplo, ao praticar ciclismo outdoor, o idoso não pode esquecer de usar um capacete apropriado.

É importante se familiarizar com o local da prática do exercício, identificando os perigos existentes para evitar qualquer tipo de acidente ou lesão.  

Não é recomendado aos idosos fazerem atividades ao ar livre depois das 10h e antes das 15h. Nesse horário, o calor e o sol são prejudiciais. Já quando o tempo estiver frio ou chuvoso, o ideal é realizar o exercício habitual em um local coberto, como centros comerciais, para evitar se expor à doenças típicas do frio.

Não se pode esquecer de usar roupas adequadas. O ideal é que o idoso vista uma roupa larga, confortável, que facilite os movimentos. Para práticas ao ar livre, a recomendação é que as roupas sejam em cores bem visíveis.

O calçado também é muito importante e deve ser apropriado para a atividade. Deve conter espaço suficiente para mexer bem todos os dedos dos pés e proporcionar o apoio total do calcanhar.

Se sentir sintomas como tonturas, falta de ar, náuseas, dor ou pressão no peito, braço, ombro ou pescoço; suores frios ou qualquer tipo de dor nas articulações, o idoso deve parar o exercício imediatamente.

Se você tiver com alguma articulação inchada, vermelha e sensível ao toque, deve evitar qualquer tipo de exercício físico e procurar o médico no caso de os sintomas persistirem.

Quando estiver doente, com tosse, febre ou constipação, você deve adiar a ginástica para quando estiver completamente recuperado.

 

Alimentação focada em exercícios físicos para idosos

Para ter qualidade de vida, oidoso precisa se alimentar bem, principalmente se estiver praticando atividades físicas. As carências nutricionais do idoso podem ser extremamente altas e atenuadas com a atividade física, sendo então o acompanhamento nessa área igualmente importante e essencial.

E lembre-se de esperar pelo menos duas horas depois de cada refeição (dependendo da refeição) para praticar qualquer tipo de exercício físico.

Agora, é só entrar no site da Dynamo, escolher a modalidade que mais lhe agrada, e partir para uma vida mais saudável!