*Felipe Coelho

Hoje falaremos um pouco sobre a obesidade infantil e a responsabilidade das famílias na formação de futuros adultos: na maneira de criá-los, educá-los e influenciá-los.

Adultos obesos tendem a ter filhos obesos. Se hoje uma criança é obesa, possivelmente é por influência dos pais, dos avós, ou do meio onde essa criança está vivendo e frequentando, uma vez que somos a média das pessoas com a qual mais convivemos.

Hoje em dia vemos cada vez mais uma alimentação com base em lanches, doces, uma expansão do fast-food e do comércio de junk food (alimentos muito calóricos, cheios de açúcares, gorduras e sódio), e um declínio do consumo de alimentos mais saudáveis (frutas, saladas, alimentos integrais e sucos naturais), que contribuem para um bom crescimento e melhor manutenção da saúde. Isso tem influenciado diretamente no aumento da obesidade no mundo inteiro.

Por isso gostaria de deixar um alerta! Você pode estar prejudicando o seu filho!

Fatores causadores da obesidade

A obesidade é uma doença multifatorial que está relacionada a uma série de causas como hábitos alimentares inadequados, sedentarismo (falta de atividade física) além de fatores biológicos, comportamentais e psicológicos. Não se trata de um problema meramente estético. Crianças obesas frequentemente sofrem “bullying” por parte dos colegas, além de a obesidade estar relacionada a sérios problemas de saúde, como diabetes, doenças cardíacas, má formação do esqueleto.

A OMS (Organização Mundial da Saúde) entende que a obesidade se tornou uma epidemia, e no Brasil já são mais de 2 milhões de casos por ano.

  • A cada ano, pelo menos 2,8 milhões de pessoas adultas morrem em consequência do sobrepeso ou da obesidade.
  • 44% dos casos de diabetes, 23% dos casos de cardiopatias isquêmicas e de 7% a 41% dos casos de alguns tipos de câncer atribuíveis ao sobrepeso e à obesidade. (OMS)

Se os nossos filhos são os adultos do futuro, você quer que ele, ou até mesmo você, seja mais um a entrar para essa estatística acima?

Não espere o amanhã, não espere a segunda-feira! Comece a mudar hoje mesmo, amanhã pode ser tarde demais.

As causas da obesidade infantil podem ser:

  • Padrões comportamentais
  • Sedentarismo;
  • Consumo exagerado de alimentos ricos em gordura e em açúcar (doces, refrigerantes, sucos de caixinha…);
  • Distúrbios hormonais;
  • Doenças genéticas;

Os riscos da obesidade infantil incluem:

  • Obesidade mórbida;
  • Doenças respiratórias;
  • Doenças ortopédicas;
  • Colesterol e triglicerídeos elevados;
  • Hipertensão arterial;
  • Diabetes;

Por isso, assuma desde já o compromisso em instituir hábitos saudáveis em sua família. Um bom exemplo por parte dos adultos já é um ótimo começo para que a criança adquira, desde cedo, uma rotina alimentar adequada e compatível para uma vida cheia de saúde e bem-estar!

 

* Educador Físico. Trabalha com educação e treinamento para estudantes e profissionais de educação física.